Como abrir uma micro ou pequena empresa na Bahia

Qual o caminho para se abrir uma empresa? Como fazer? Onde procurar apoio? Quais as tendências? Os erros e os acertos de quem monta um negócio?

Enedir Oliveira sempre trabalhou como artesã. ‘Eu faço bolsas, sabonetes perfumados, bijouterias, acessórios. Só que tudo informal’, conta.

Agora ela decidiu transformar a experiência informal em uma pequena empresa e foi a sede do Sebrae no centro da capital baiana para saber como tornar o sonho realidade. Lá, consultores orientam como montar um negócio, ensinando os princípios básicos do empreendedor.

‘Acima de tudo fazer um plano no negócio. Quanto eu vou precisar investir em instalações, capital fixo, obra-prima, qualificação de mão-de-obra. É colocar tudo no papel porque você vai arriscar num empreendimento, mas eu vou calcular esse risco’, ensina Isabel Ribeiro, coordenadora de empreendimentos do Sebrae em Salvador.

Para abrir um negócio também é preciso registrar a empresa na Junta Comercial e na Receita Federal. Pedir a licença de funcionamento na Sucom – Superintendência de Uso e Ordenamento do Solo, da Prefeitura. Em geral, esta parte da documentação custa, em média, R$ 600 seiscentos reais. Mas se o negócio precisar de licença ambiental este custo pode chegar a R$ 2.500.

No Sebrae, o consultor pode ser procurado várias vezes, até que sejam esclarecidas todas as dúvidas.

Além de planejar o negócio, o futuro empresário também deve ficar atento aos erros dos outros. Aprender com quem tentou e não conseguiu sucesso. Por isso, ficar por dentro do principais erros empresariais também faz parte do roteiro antes de abrir uma empresa.

‘Não adianta, por exemplo, abrir uma padaria se você não gosta de acordar cedo, ou querer montar uma creche se você não gosta de criança’, explica o analista do Sebrae Michelângelo Lima.

Enedir conversou com os consultores e deu um dos primeiros passos em busca do sonho: a pesquisa de mercado.

Assim como Enedir, cerca de duas mil pessoas procuram o Sebrae em Salvador, por  semana,  em busca de informações.

A Bahia tem hoje mais de 317 mil micro e pequenas empresas. Só este ano, quase seis mil fecharam as portas. Mas outras 26 mil foram abertas entre os meses de janeiro e setembro. A maioria, cerca de 80% delas, são na área de comércio e serviços, como gastronomia e pequenos consertos domésticos.

 Assista o vídeo com a entrevista aqui. Veja também o chat que foi realizado com a participação da consultora Isabel Ribeiro.

 Fonte: http://www.mundosebrae.com.br/

About these ads

Os comentários estão desativados.